Notícias

Computadores resistem às alturas do Himalaya

   

São Paulo, 05 de julho de 2008  - Durante a expedição ao Monte Manaslú, no Himalaya, Luis Felipe Ossa, Rafael Ávila e Alexandre Torres, três dos melhores montanhistas colombianos, estiveram acompanhados com dois notebooks Lenovo, o X61 e o R61. Há mais de 8.000 metros acima do nível do mar, os notebooks, mesmo sob condições extremas como grandes altitudes, umidade, aumento de pressão e frio intenso, foram fundamentais para a comunicação dos montanhistas com o mundo exterior, permitindo que eles checassem os boletins diários do clima, que lhes serviam como guia para saber as rotas pelas quais poderiam avançar nas montanhas, diminuindo assim os riscos.

 “O X61 da Lenovo caracterizou-se por ser versátil, pequeno, leve, com bateria de grande duração, resistente e eficaz. Subiu até os 7.000 metros acima do nível do mar funcionando perfeitamente. Sem via de dúvidas é um dos melhores notebooks que utilizamos em nossas expedições”, afirmou Luis Felipe Ossa, que em 2007 se tornou o único Colombiano a escalar o monte Everest sem ajuda de oxigênio complementar.

“O R61 da Lenovo é um notebook robusto, sério, com uma excelente velocidade e apropriado para trabalhar em campos de base, que nessa expedição esteve a 5.000 metros acima do nível do mar. Serviu para guardar fotografias, escrever informes, ver filmes e conectarmos a internet. Apesar de exposto a umidade, frio e poeira, funcionou perfeitamente. É um notebook ideal para os Centros de Comunicações externas”, afirmou Rafael Ávila, montanhista que integrou a equipe colombiana que escalou o Monte Everest em 2007.